Indução Floral em Mangueira

                     



Indução Floral em Mangueira
Assunto: 10 Artigos Mais Lidos
Autor: Guilherme de Paula Eduardo


Petrolina, Juazeiro, Monte Alto, Livramento de Nossa Senhora, Taquaritinga e Jaiba são algumas das cidades com expressiva área de manga no país que apresentam épocas e características de produção diferentes entre si. Entretanto, uma atividade é comum a todas elas: a indução Floral. Na produção comercial de manga (Mangifera indica), processos para indução floral são amplamente utilizados em todas as regiões produtoras do Brasil.

Fundamentada em diferentes processos, sejam eles químicos, físicos ou hídricos, a indução floral em mangueiras é uma ferramenta utilizada pelos produtores com o intuito de uniformizar o período de colheita, aumentar o volume de produção e, principalmente, possibilitar produzir numa época mais atraente financeiramente. Podas, hormônios vegetais (inibidores e/ou estimulantes) e estresse hídrico são algumas das formas mais utilizadas para a indução floral.
Cada região produtora e cada variedade apresentam características específicas que devem ser levadas em conta durante o planejamento da safra e são determinantes para a escolha do manejo que será adotado. Contudo, algumas considerações importantes e que servem como regra geral para uma indução floral de sucesso:

Uma nutrição cuidadosa e equilibrada é de suma importância para termos uma planta forte, sadia e resistente;
A preparação da planta para a produção deve começar logo após a colheita da última safra permitindo um tempo hábil para a planta recuperar suas energias para a safra vindoura;
Os processos de indução vegetativa e maturação de ramos devem ser feitos corretamente e na hora certa.

Garantindo uma planta preparada, o produtor fica menos exposto as variações climáticas que podem desfavorecer o preparo e a indução, como, por exemplo, chuvas durante a maturação de ramos ou altas temperaturas durante a floração.

No entanto, mesmo que sejam tomados todos os cuidados e executado todo o planejamento sem atrasos, o sucesso do produtor ainda depende das condições climáticas ao longo do ciclo e do preço da fruta na época da venda. Como esses dois fatores não são passíveis de intervenção, a melhor saída para o produtor é efetuar a lição de casa, conduzir o pomar com cuidado, realizando as atividades sem atrasos que desta forma estará minimizando as chances de insucessos e maximizando as possibilidades de grandes êxitos!