SGRA - Evolução das técnicas e práticas conservacionistas no campo


Autor: Thiago Noronha


Todos sabemos que o produtor rural e os manejos agrícolas vêm se modernizando a cada dia, principalmente os grandes produtores, que tem maior acesso a informação e assistência técnica especializada. E os pequenos e médios produtores, que muitas vezes não tem assistência técnica e não acessam essas novas tendências da agricultura, aonde ficam neste contexto?


Em São Gonçalo do Rio Abaixo/MG, um município localizado a aproximadamente 90 km de Belo Horizonte, o Projeto Campo Fértil, elaborado e implantado pela prefeitura, tem melhorado muito a produtividade e a vida de pequenos e médios produtores do município,  por meio de assistência técnica especializada da ViaVerde que propõe boas práticas agrícolas e  implanta novas técnicas de produção.


Novos conceitos, que até então não eram utilizados pelos produtores, foram incorporados ao manejo agrícola e tem apresentado bons resultados para a pecuária leiteira, foco principal do projeto. Como exemplo temos o manejo adequado das pastagens, reduzindo as aplicações de herbicida, fornecendo um alimento de melhor qualidade aos animais e evitando a degradação das pastagens, que ainda tem como consequência a redução de processos erosivos, preservando também as áreas de preservação permanente (APP), reserva legal (RL) e rios presentes nas propriedades. Outra grande evolução observada foi em relação a genética do rebanho através da inseminação artificial, ou seja, um rebanho com animais mais adaptados ao manejo e ao clima presente na região, podem responder melhor e produzir mais do que animais sem a genética adequada. Como comprovação temos um crescimento de 63% na produção de leite dos produtores atendidos, número bastante expressivo e animador para  se manter na atividade.


Piquetes de Mombaça irrigado na Fazenda Eugenia – São Gonçalo do Rio Abaixo.


Por fim, temos uma melhor qualidade de vida de todos os produtores atendidos pelo Projeto Campo Fértil, tanto nos aspectos ambientais, sociais e econômicos, que são os pilares para uma produção agrícola sustentável, fornecendo um produto de melhor qualidade ao comprador final.

Você também pode participar deste processo de evolução no campo, entre em contato conosco para saber maiores detalhes.


Thiago Noronha

 Eng. Agrônomo